Phineas e Ferb - Act Your Age



Eu ia fazer uma resenha de um filme de youkais, mas resolvi adiar porque Phineas e Ferb.

Sim, esse é o motivo.

Pra quem não sabe, recentemente foi ao ar nos EUA um episódio com ar de fanfic, onde nós vemos os personagens 10 anos à frente.

E como eu AMO Phineas e Ferb e considero disparado uma das melhores coisas que a tv paga voltada pra crianças fez nos últimos 10 anos (talvez uma das únicas coisas boas, considerando o atual estado da rede de canais da Disney e da Nickelodeon), resolvi dar minha impressão do episódio aqui. Especialmente pela carga de feels.

Então se prepare porque eu vou comentar o episódio todo, momento a momento, contendo spoilers, mas sem estragar totalmente a surpresa.






Começa com os co-criadores, Dan e Swampy (que também dublam o Major Monograma e Doofenshmirtz), nos explicando sobre o que vai ser o episódio.

Swampy diz que recebeu uma carta de um fã perguntando se algum dia veríamos Phineas e Ferb como adolescentes.
E eles dizem que é isso que veremos agora.



O episódio em si começa com Phineas debatendo com Ferb sobre qual faculdade irá cursar, até que ele decide usar uma gincana de Passa ou Repassa pra escolher.



Então eles são interrompidos por Baljeet, que diz que já se graduou, já passou Sheldon Cooper e está mais perto de ganhar um Nobel usando um vulcão de bicarbonato.


E também que está instruindo Buford sobre qual faculdade ele deveria escolher.



Mas Buford diz que vai pra escola de cinema, e que está se preparando para fazer o papel de um rapaz muito habilidoso que descobre a realidade do mundo em que vive e se junta a um grupo de rebeldes para lutar contra o Império das Máquinas.


Eu sei como é, Baljeet. Mas é isso que vende, né.




Buford age como um típico cineasta que acha que quadrinhos e jogos são subprodutos feitos pra crianças e que jamais chegarão aos pés da ~high art~ que é o cinema.



E então Baljeet surgere que Phineas vá estudar na faculdade de Direito onde a Candace estuda.


E nesse momento el-MAS O QUE É ISSO?

DESDE QUANDO A CANDACE TEM/VAI TER UM QUEIXO DE DAR INVEJA AO SILVESTER STALLONE?

Aliás vamos ver como é a Candace crescida do episódio Quantum Boogaloo:


...pois é, bem menos estranha e mais parecida com a Candace mesmo.

Enfim, ela está na faculdade de Direito e finalmente alcançou seu objetivo de vida.

Então Phineas tem apenas duas opções de faculdade próximas e atrativas a ele.




Mas nós temos coisas mais interessantes a tratar!


OH!
DOOFENSHMIRTZ VOLTOU À ATIVA DA MALDADE!

E só há um onitorrinco que pode cuidar dessa situação!



HÁ GENTE PÊÊêÊÊÊ!



E então Baljeet comenta que Isabella vai pra faculdade Tristate ou algo assim, e Phineas responde com um "verdade, falar nisso quase não vi ela esse verão."

Enquanto Buford reclama que a geladeira da família Flynn-Fletcher não tem nada, só soda, suco de laranja, e algo roxo.



Voltando ao que interessa, Baljeet menciona que sempre achou que Phineas e Isabella iriam acabar juntos.

E então Phineas...



...pois é. Tem tanta coisa errada nessa frase que eu nem sei começar.
No sentido de que Phineas é um lezado, obviamente.
E que a friendzone não existe.

Baljeet e Buford apontam que Isabella tinha uma queda enorme por ele há eras, e que Isabella foi todos os dias durante 11 anos pra casa de Phineas só pra saber o que ele tava fazendo.





Phineas decide andar pra pensar um pouco, após ser praticamente chamado de "lezado-mor" e assimilar tanta informação de uma vez.

Melhor reaction face.

Perry se encontra com Doofenshmirtz, que diz que só aconteceu um mal entendido, e que não está planejando nenhuma maldade, mas sim que ele deseja ter a crise de 40 anos como todos seus conhecidos.




E pra isso vai usar um invento que poderia muito bem ser algo maligno, como roubar todo o estoque de Nestea da Área dos Três Estados.


Certamente ele testou isso aqui em Fortress City.

...oh, certo, ele vai aplicar numa corrente. Que seja, temos uma música sobre crise de meia idade!





Ele conta sobre como todos os conhecidos em crise de meia idade estão sendo mais v1d4 l0k4as, andando de moto, voltando com suas antigas bandas de rock, e virando memes de internet.


Tipo aquele filme com John TrásVolta, o Martín Laurêncio, o Buzz Lightyear, e o anjo-chefe Ned Flanders em O Natal dos Muppets.
E o Silvio Santos.




E Doofenshmirtz coloca a corrente...


...e de repente tem vontade de fazer coisas divertidas, excitantes, e estúpidas, e leva Perry, O Onitorrinco em suas aventuras.


Enquanto isso, no Café da Justiça




bláblábláEssaGuriaTáNamorandoOBaljeetyaddayaddayaddaAh sim, as meninas resolvem junto com os meninos de juntar Phineas e Isabella.

Que, aliás, ficou uma gracinha.


Aliás, falar algo sobre Isabella.

Isabella sempre foi aquela guria vizinha bonitinha simpática meiga mas que ao mesmo tempo tinha uma personalidade forte e lutava pelo que queria, pelos seus objetivos. Isso incluía o amor por Phineas e as atividades nas Garotas Companheiras.
E isso é algo de se admirar, ainda mais numa criança. Se bobear ela era mais madura que a Candace em alguns aspectos.

Ela é uma personagem mais legal e mais bem construída que mais da metade de garotas de sitcom pré-adolescentes confusos.

Continuando...

Doofenshmirtz tá vivendo a vida loka que sempre quis, andando de jet ski...



...bate num iate, o qual pretende roubar pra viajar... E que por algum motivo não tinha ninguém nele.
Hm.



Enfim, Phineas se encontra com a avó de Isabella, que diz que Isabella irá partir naquele mesmo dia e encoraja Phineas a falar com ela, caso tenha algo a dizer.


Enquanto isso, Doofenshmirtz compra dirige e bate carros esporte extremamente caros por pura diversão sabendo que vai ficar impune.
Você sabe, como filhos de deuses falidos economicamente.


Enquanto Doofenshmirtz fica doidão e o pessoal arruma um jantar romântico pra Phineas e Isabella, os próprios tem uma série de desencontros.
Mas não sem antes termos uma canção.






E é uma beleza.
Isabella fala em detalhes sobre sua paixão por Phineas, e sobre como nunca pareceu ser correspondida e que agora o jeito é seguir em frente.

Enquanto isso, Phineas chega no restaurante, pergunta se a Isabella já saiu, e a Dona Mãe da Isabella... Bom, vejam.


...pois é, podia ter dito antes, né. Já que falou tão fácil agora...


E Phineas canta sua parte da música.



Não é assim que a banda toca, cara.



É, isso é um problema de muita gente, e extremamente identificável.


...isso só é muito fofo, vou deixar aqui porque sim.




...MEU DEUS PHINEAS VOCÊ MERECE UMA MÃOZADA CARA
COMO CÊ FAZ ISSO MANO?
...
......

...ok, calma, Kapan, é só um desenho... É só uma história...





...

...GYYAAAARRRGHHH RUN PHINEAS, RUN!



AAAAARGGHHHHH
De repente eu me lembrei como foi ver "Volta Pra Casa, Snoopy!" pela primeira vez.
E embora a última linha seja desnecessariamente estranha, a música e o contexto são bons e funcionam muito bem.





Enfim, o pessoal terminou de arrumar o jantar romântico para Phineas e Isabella...


...até que a Força Misteriosa age, acabando com o jantar romântico.




Voltando a Doofenshmirtz, ele e Perry vão saltar de pára-quedas, e como Doof quer fazer coisas estúpidas, ele flerta com a instrutora, se gabando de sua coleção de gibis e gattais.




E ela empurra ele.


Ele devia ter falado da coleção de pôneis.

Ele se livra do cordão amaldiçoado e tudo volta ao normal...



Mas ainda haverá chance para Phineas e Isabella saírem de suas zonas de conforto?




OH!


Então eles finalmente conseguem conversar.


Phineas menciona ~ocasionalmente como quem não quer nada~ que soube que Isabella tinha uma queda por ele no fundamental. Isabella achou que estava sendo óbvia demais, e...


...espero que esteja sendo irônico.





Isabella menciona que desistiu de tentar no colégio e...

...

*plim*


...aarrgh.

Então Isabella menciona que vai pra faculdade Tristate ou algo assim, e Phineas subitamente decide pra qual faculdade ele vai.



Ah vá, como se ninguém soubesse que ia acontecer algo assim.





*sniff*


HHHNNNGGG


...*caham*

Nesse tempo, chega a namorada de Ferb.
E que bela surpresa (quase).






Ferb oferece carona caso Phineas queria ir pra algum lugar.
E de fato, há algo que Phineas sente que precisa fazer.


...


......






AAAAAAAAAAAAAAAAAAAHHHHHHHHHHHHHHHHHH CARA
EU VIVI PRA VER ISSO



E Swampy se sente do mesmo jeito que o público.
EU TE ENTENDO MANO SWAMPY ME ABRAÇA


E assim termina o episódio, num tom de reinício. O que eu achei?

Esse episódio significa TANTA coisa. Como o cruzamento de linguagens (o episódio tem uma pegada meio fanfic), a importância de tornar personagens psicologicamente humanos e identificáveis, e na qualidade da mensagem pra passar ao público.

E vendo o atual estado da tv paga (especialmente focada pra crianças), Phineas e Ferb é uma lufada de ar fresco (mesmo com episódios sendo repetidos constantemente). E esse episódio é um bom exemplo.

O argumento é excelente, ainda mais sabendo que ele não vai afetar nada da série, sendo puro fanservice, mas nunca indo pro lado "wathever é só fancervice". Ele de fato amarra bem os personagens, dando a eles futuros acreditáveis, mantendo suas personalidades e considerando as mudanças que vem com o tempo.

O romance não resolvido de Phineas e Isabella é algo como Mônica e Cebolinha, todo mundo já sabe, mas aqui a diferença é que Phineas nunca notou as "indiretas" de Isabella.
De novo, criar personagens tridimensionais, psicologicamente humanos em situações identificáveis.
Até em Turma da Mônica Jovem, nas primeiras edições o relacionamento dos protagonistas resultou num clímax forçado, o que não ocorre aqui.

Cada momento no episódio foi cuidadosamente planejado, as músicas complementando maravilhosamente o contexto, sem deixar exagerado demais. Tem um feeling de Phineas e Ferb do mesmo jeito que os outros episódios, só que menos nonsense devido a natureza do roteiro.

Ficou melhor que muita coisa voltada a pré-adolescente que tem por aí. O que mostra que a Disney ainda tem uma boa mão pra fazer desenhos animados.
Se bem que no caso foi mais graças aos criadores mesmo.

E é por isso que eu amo tanto essa série.


0 comentários:

Postar um comentário