Pilotos Muppet Show



Durante o desenvolvimento de Muppet Show, foram feitos dois especiais para a TV, Valentine Show em 74 e Sex and Violence em 75. Ambos mostram vários traços do que viria a ser o Muppet Show.

E agora, vamos dar uma olhada neles, mais por curiosidade mesmo. Me acompanhem:



Muppets Valentines Show


Começa com um boneco cantor estiloso perguntando o que é o amor. Até que Mildred, a Pterodáctila roxa idosa, diz que amor é uma coisa simples.

E claro, eles começam a cantar sobre o amor!

COMO VAI SABEEEEEEER...

A conclusão que eles chegam é que "Love is a Valentine".
...eu não vou discutir. Eles são bonecos, devem saber o que falam.


Após esse número de abertura, se iniciam os esquetes em si. E cara, são chatos. Muuuuuito chatos.
Em geral, eles tentam ser engraçados. Tem ideias e conceitos que foram usados no Muppet Show, como usar uma celebridade, músicas, números de dança... Mas são sem inspiração, as piadas não tem timming, e muitas vezes nem sentido.

De fato, eu consigo me lembrar de pouquíssimas coisas do especial. Lembro que o Muppet de óculos (cujo nome não me recordo) era quase um alter-ego do escritores, pois escrevia e coisas aconteciam; lembro beeeeem vagamente da música onde Kermit passa pela clássica história "disputa pela mão da donzela mas que no final ela fica com um terceiro cara" (que aqui tem um pouco de trapaça. Uma boa ideia, no entanto, já que usa uma informação previamente dada ao público fora da canção).

Mas o ritmo é horrendo, ele tende a ser muito lento (provavelmente porcausa do tema), e enfadonho, especialmente nas canções da celebridade.


Eu acredito que a culpa seja da produção. Jim Henson estava apenas dirigindo e atuando, não estava envolvido na produção ou roteiro (pelo menos não aparece nos créditos). Fora também que eles precisavam escrever esquetes que se encaixassem no tema, o que, nesse estágio, certamente amarrava muito as mãos dos escritores.

Logo depois, um outro especial foi concebido, chamado...

Sex and Violence



You know, a family picture!

É, o título também me pegou de surpresa quando eu descobri os pilotos. Olhei na Muppet Wiki, Wikipedia, IMDB, e Youtube. Aparentemente o propósito era criticar o excesso de sexo e violência na TV, ao trazer algo mais... Simples e inteligente? Eu sei lá, também não entendi a explicação.

Esse piloto tá mais perto do que conhecemos como Muppet Show (incluindo o título "Muppet Show" logo após o título "Sexn and Violence"), e contém ideias mais bem elaboradas, e o elenco praticamente idêntico ao do Muppet Show. Como era de se esperar, foi escrito por Jim Henson.


O episódio anda pra lá e pra cá nos esquetes e nos bastidores, onde aparentemente tem a chefia do programa, formada por Sam a Água e pelo personagem que viria a ser o maestro do Muppet Show, cujo nome sempre me esqueço e que me lembra o design das criaturas de Fraggle Rock.


Embora não tão engraçado ainda, o episódio mostra que tem ideias mais bem trabalhadas. Os conceitos são apresentados, personagens são introduzidos, a comédia está lá, pronta pra ser libertada, ou pelo menos lapidada. Ainda tem os esquetes mais puxados pro conceitual, como o das criaturas que falam em gibberish, e meu favorito desse episódio, o dos pássaros que só falam uma frase cada.
...é, parece bobo, mas é muito bem executada, e mostra o potencial da equipe.


Outros quadros foram adaptados, como o do Monte Rushmore, que virou (aparentemente) o quadro das casas. Assim como sua contraparte, tem uma ideia MUITO boa, mas que não é tão bem executada.
Outro quadro que foi adaptado foi o de Waldorf e Statler, que tem uma ideia bastante parecida com a do Monte Rushmore e das Casas (personagens sem muito o que fazer em um cenário estático trocando trocadilhos). Ainda bem que eles se tornaram os críticos malvados que conhecemos hoje.


O resto dos quadros tenta ter uma piada, tenta fazer algo, mas a ideia não está completa, muita das vezes. Tem um plot central da chegada dos 7 Pecados Capitais pra decidir qual é o pior no final, e eu ainda me pergunto se foi uma piada que valeu a pena.




Ainda assim, vale a pena assistir? Depende... Se você é um entusiasta dos personagens, ou de Jim Henson, e está curioso, vale a pena sim. É um retrato histórico sobre a evolução da série, dos personagens, e de Henson e sua equipe.


 Mais imagens:

















0 comentários:

Postar um comentário