[Opitorial] Porque amamos o Tio Patinhas?




Quem é Tio Patinhas? Porque amamos tanto ele? O personagem, embora seja considerado um Herói, possui traços de Anti-Herói, como ser avarento, mau-humorado, além de colocar o lucro e satisfação pessoal acima de outras coisas e pessoas.

Nestas linhas pretendo definir o personagem baseado em histórias e informações acerca dele e procurar o motivo principal que faz do Tio Patinhas um personagem tão amado e querido.





Tio Patinhas foi criado por Carl Barks pra uma única história, chamada "Natal nas Montanhas". A história mostra Donald e os sobrinhos conhecendo um tio distante, e que era apenas razoavelmente rico.
Barks então pensou que poderia aproveitar melhor o personagem e passou a usá-lo como personagem regular, lapidando tanto tanto o visual como a personalidade, e inclusive o passado de Tio Patinhas, que na terceira aparição ganhara o título de Pato Mais Rico do Mundo.



Desde então ele ganhou muito destaque e muitas histórias, mas muitas delas não seguem à risca o que Barks colocou no personagem. O motivo disso é que muitos autores colocam um pouco de suas próprias ideias nele, o que não é ruim, pois podemos ver o personagem de outros ângulos (fora que é assim que funciona esse mercado de quadrinhos).

A grosso modo, Tio Patinhas é praticamente o Donald, já que por vezes ele faz o papel de herói e em outros o de vilão. Mas nunca a ponto de ser odiado, muito pelo contrário, o desenvolvimento dos personagens durante a história só nos faz mais curiosos a respeito deles.

Vamos à história de vida do Patinhas. Nasceu pobre em Glasgow, na Escócia, e, pra ajudar a família, começou a trabalhar de engraxate, onde no seu primeiro serviço ganhou a Número Um, uma moeda americana de 10 centavos. Desde então, passou a tentar ser mais esperto que os bandidos.

Segundo Don Rosa, a moeda foi dada indiretamente pelo pai de Patinhas para que o pequeno aprendesse o valor do dinheiro e do trabalho e não se enganado.

Em toda sua trajetória, usou de astúcia e trabalho duro pra poder fazer fortuna, e apenas uma vez usou de métodos desonestos, que fez com que um feiticeiro da África botasse um zumbi pra perseguí-lo durante anos.


Após fazer fortuna, ele volta pra casa, mas seu coração se tornara duro como pedra, e com o tempo, toda aquela fortuna já não valia tanto pra ele. Até que ocorrem os eventos de Natal nas Montanhas e O Pato Mais Rico do Mundo (na Saga do Tio Patinhas) e o velho muda totalmente sua visão e renova seu espírito de aventureiro.

E aqui provavelmente chegamos a um dos pontos-chave: Tio Patinhas é Aventureiro.


Ele quer realmente encontrar tesouros, descobrir coisas, desvendar mistérios de civilizações perdidas, enfrentar inimigos com astúcia, e enriquecer um pouco mais.

E isso tendo 90 anos ou mais. Ele tem mais disposição que eu, você, e a população do Texas.

E não só isso, ele ainda tem as histórias que ele já viveu, e imagine o quanto ele pode ensinar a você sobre ser esperto, sobre finanças, sobre história, civilizações perdidas, línguas? Tio Patinhas é aquele tio que não faz piadas de pavê nas festas, mas ao invés disso tem muitas histórias interessantes de serem ouvidas e que tem uma boa carga de ensino nelas, e que podem ser aplicados mesmo nos dias de hoje.


Então, Tio Patinhas é o membro velho da família que te ensina sobre história, filosofia, tesouros e civilizações perdidas, línguas que você nunca vai usar na vida a menos que seja numa expedição arqueológica ou pra impressionar uma garota, e finanças, o que nos leva ao próximo ponto.

Tio Patinhas pode ser um sovina, avarento, mão-de-vaca, mas ainda tem um coração.


Toda a fortuna que ele tem ele conseguiu com muito esforço, dedicação, e astúcia (com exceção do ocorrido na África). É totalmente natural que ele tenha um carinho por esse dinheiro, por mais estranha que seja essa frase.

Há inclusive duas histórias de Don Rosa que nos mostram que o amor do Tio Patinhas pelo dinheiro da Caixa-Forte vai mais do que simples valor monetário. Uma, é A Moeda, onde Patinhas lembra-se de Dora Cintilante ao ver uma moeda e arrepende-se de tê-la gastado. A outra é Um Vencedor Sem Moedas, onde Patinhas mostra o valor que o dinheiro tem pra ele, já que ele não as vende pra nenhum colecionador, mesmo elas valendo um PS4 cada uma, devido serem muito raras. Além de que, os meninos passam a entender o sentimento do Tio em relação às moedas.



Claramente Tio Patinhas representa o sistema capitalista opressor, e Donald, o proletariado. Dada essa informação, era óbvio se pensar no Patinhas como vilão, ou no mínimo antagonista. E em algumas histórias, realmente é assim, nós torcemos para o Donald. Mas ainda sentimos um certo carinho pelo velho, até porque em outras histórias ele é o herói.

Em diversos momentos vemos Patinhas abrindo mão de lucro ou de dinheiro pensando na vida de seus sobrinhos ou de outros parentes. Então, ele representa sim o capitalismo, mas não necessariamente o capitalismo selvagem, mas um capitalismo com um pouco de coração, como vemos no filme de Duck Tales, onde [SPOILER-ele abre mão do último desejo pra fazer Geninho virar um garoto de verdade]. O que nos leva a...

Tio Patinhas é humano.



"Mas ele é um pato!" Foco, leitor(a)! Eu sei que Tio Patinhas é um marreco, mas analisemos a construção do personagem: assim como em MLP:FiM, mesmo sendo um animal, Tio Patinhas e Cia. são psicologicamente humanos, com suas virtudes, falhas, ambições, e waifus.

O que diferencia, por exemplo, o Mickey do Donald. Mickey (na maioria das histórias) não existe, é muito perfeitinho nas suas atitudes, muito inteligente, e mesmo que demosntre caráter humano, ele os mostra menos que Donald, que volta e meia nos faz refletir um pouco sobre nossa própria natureza e a forma que tratamos uns aos outros. E Tio Patinhas não é diferente.

Sim, algumas das estratégias que ele usa podem soar improváveis (porque realmente são impossíveis), mas geralmente estão embasados em algo que ele aprendeu ou usou no passado, o que dá um pouco de veracidade. (E é uma história, em alguns momentos você deve jogar a lógica pela janela.)

Mais do que humano, Patinhas consegue ser um humano identificável, pois passamos a nos identificar com sua sede de aventuras e o gosto da conquista, especialmente se for conquistada por nosso esforço e nos lembrar de algo bom, como momentos agradáveis ou simplesmente nostálgicos.



Eu o entendo perfeitamente. Sem querer parecer materialista, mas uma das minhas aquisições favoritas é meu fedora branco, que, mesmo sujando muito fácil e eu não tendo tempo para fazer manutenção, foi a primeira coisa que comprei com o dinheiro do meu trabalho. Poder dizer isso te faz entender o valor do dinheiro e como deve gastá-lo.



Não é apenas ter o dinheiro, ou o tesouro: é o que você fez pra conseguí-lo, que táticas usou, como foi mais inteligente que o adversário ou adversidades, isso te faz valorizar ainda mais o trabalho duro e a recompensa.

No final das contas, Tio Patinhas tem muito em comum com outro personagem amado: Seu Madruga.
Fora que ambos são velhos, eles são rabugentos, mas ao mesmo tempo tem coração mole, e quando podem, fazem uma boa ação. Sem contar que ambos tem simples prazeres, como estar com quem ama e recordar momentos.



Nadar em uma piscina de moedas é o equivalente Patinhesco para olhar um álbum de fotografias.

...ou nadar nele, enfim.

Antes de encerrar, fazer uma observação. O último ranking dos personagens mais ricos da ficção botou Tio Patinhas abaixo do seu rival Mac Mônei. Lembro de ter visto um rankin lá por 2006, que botava Papai Noel em 1° e Patinhas em 2°, se não me falha a memória.

Se não, é pra ser assim. Papai Noel tem condição de dar brinquedos a todas as crianças do mundo, logo, dinheiro infinito. Tio Patinhas tem 3 acres cúbicos de grana. Só na Caixa-Forte. Lembremos que foi necessário criar valores monetários pra contar o dinheiro da Caixa-Forte. E há MUITO mais que isso em empresas por toda Patópolis e pelo mundo, isso sem falar que colecionar bancos é um dos hobbies de Patinhas. E eu mencionei que ele herdou o Tesouro Templário, onde cada moeda por si só já é um tesouro? (Obrigado por me lembrar @GuilhermeDea)



O último ranking que vi botava Smaug em primeiro. Enfim, eu, pessoalmente, ignoro.

Em resumo, quem é Tio Patinhas? É só um velho rabugento e pão-duro? Um velho rabugento e pão duro com coração mole? Um velho rabugento, pão-duro mas com coração mole que foi o resultado de sua vida extremamente dramática e sofrida, onde ele tem muito a nos ensinar sobre justiça, economia, filosofia, História, e, quem sabe, amor?



Vai saber. Há vários Patinhas, de vários autores, com várias ideias, nem sempre concordando entre si. Mas continua sendo um personagem amado e querido por gerações não só pelos contrastes que se completam, mas principalmente, por divertir e ensinar uma coisa ou outra a várias gerações.

0 comentários:

Postar um comentário